Como Funcionam os Estabilizadores Giroscópicos?

Como Funciona um Estabilizador Giroscópico?

O estabilizador tem três eixos: um eixo horizontal (1) no sentido BB-BE da embarcação em torno do qual gira um volante, um eixo vertical (2) em torno do qual é criado o movimento de precessão do giroscópio e um eixo horizontal (3) no sentido proa-popa da embarcação em torno do qual ela balança quando a embarcação está sobre ondas e marolas.

Quando a embarcação balança, ela provoca a rotação do giroscópio no segundo eixo horizontal perpendicular ao da rotação do volante e isto isso causa uma reação mecânica do sistema chamada de "precessão" em torno de seu eixo vertical. A precessão é o que cria o torque mecânico elevado que tende a retornar o giroscópio para sua posição inicial.

O movimento de precessão é controlado através de um sistema de amortecimento não linear, sendo mínimo no início de seu movimento e aumentando na medida em que a precessão cresce, maximizando assim a eficiência da estabilização.

O estabilizador, sendo firmemente travado na estrutura da embarcação, faz com que esta também pare de balançar, trazendo um maior conforto e segurança aos passageiros e tripulantes.

Em resumo:
1- As ondas provocam um inicio de balanço no barco
2- O balanço combinado com a rotação do volante provocam a precessão.
3- A precessão do giroscópio cria o torque mecânico que estabiliza o balanço.

A teoria física que garante este processo é a "giro-dinâmica", que é universal e contínua, assim como é a lei da gravidade.

Voltar Topo Enviar a um amigo Imprimir Home